O PROJECTO

 

  • TEMA

O projecto REHURB tem como objecto de estudo os bairros sociais de promoção pública construídos entre os anos 1970 e a actualidade. Muitos desses bairros distinguem-se da envolvente, quer em termos físicos quer sociais, pelas características do edificado e espaço público, bem como, pelas características socioeconómicas da sua população. Em consequência, estas áreas são, frequentemente, percebidas como espaços-problema e alvo de estigmatização sócio-espacial e “isolamento relativo”.

  • CASOS DE ESTUDO

A análise intensiva de bairros de habitação social de grande escala, que seguem o modelo de concentração, desenvolve-se em três bairros na Área Metropolitana de Lisboa - AML, e um na Área Metropolitana do Porto - AMP. Na AML são objecto de estudo o bairro do Casal dos Machados, no concelho de Lisboa, a urbanização dos Terraços da Ponte, no concelho de Loures e o Pátio dos Cavaleiros, no concelho de Oeiras. Na AMP é objecto de estudo o bairro da Pasteleira, no concelho do Porto.
No caso dos bairros representativos da estratégia de mix residencial, são analisados dois bairros paradigmáticos deste modelo, ambos situados no concelho de Lisboa: Olivais Sul e Alta de Lisboa.

  • OBJECTIVOS

O projecto visa aprofundar o estudo da habitação social e dos grandes bairros sociais e das suas problemáticas a nível nacional, procurando identificar e sistematizar factores críticos de sucesso ou de desvalorização destes espaços. Desta forma, visa-se compreender os processos de realojamento que têm sido implementados e discutir diferentes tipos de intervenções para os denominados bairros sociais. Algumas das modalidades estudadas opõem a solução de concentração sócio-espacial de populações vulneráveis às soluções de dispersão e de mistura residencial.